Diakhaby alvo de alegados insultos racistas, Valência já reagiu

O defesa francês alega ter sido alvo de racismo por parte de Juan Cala, do Cádiz.

Mouctar Diakhaby, jogador francês de 24 anos que atua no Valência, afirma ter sido vítima de comentários racistas por parte de Juan Cala, do Cádiz.

Aos 29 minutos, o árbitro da partida interrompeu a partida por queixas de Diakhaby, que abandonou o relvado, seguido por todos os seus colegas, em protesto. Os jogadores do emblema “Che” acabariam por regressar ao campo 20 minutos depois, com o capitão José Gayà a afirmar, no final da partida, que o fizeram por pedido do próprio jogador francês, que pediu aos colegas para que voltassem para o campo, ainda que sem ele.

Após a partida, o Valência expressou nas suas redes sociais o apoio a Diakhaby. “Lutaremos até ao fim para esclarecer o sucedido, apoiar o nosso jogador e erradicar o racismo”, pode ler-se na publicação feita no Twitter oficial do clube.

Juan Cala já reagiu à polémica, marcando uma conferência de imprensa para terça-feira para apresentar a sua versão do acontecido. “Não se preocupem, não me vou esconder”, disse o espanhol ao programa El Golazo de Gol.

 

Fonte da imagem: Twitter do Valencia CF – @ValenciaCF