Real Madrid empata com Liverpool e assegura passagem às meias finais

Liverpool e Real Madrid empataram a zeros em Anfield, resultado que ofereceu o apuramento para as semifinais aos madrilenos.

O Liverpool entrou na segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões sabendo que estava obrigado a obter um bom resultado para se manter em competição, já que havia perdido a partida no Alfredo Di Stéfano por 3-1.

Assim, os ingleses entraram com tudo, pressionando muito alto no terreno e jogando com intensidade na busca pelo golo. Porém, do outro lado, Courtois, através de duas grandes defesas, impediu que Salah e Milner conseguissem esse objetivo.

Com o passar do tempo, a equipa da casa foi perdendo o fulgor inicial e o Real Madrid começou a aparecer no encontro. Aos 20 minutos, numa tentativa de cortar um ataque de Benzema, Kabak desviou a bola para o seu próprio poste e, no seguimento da jogada, Vinícius Júnior atirou para as luvas de Alisson.

Posteriormente, o jogo arrefeceu e ficou mais amarrado, embora os reds continuassem dominantes. Assim, só voltaram a surgir oportunidades à beira do intervalo, quando Salah e Wijnaldum, em boas posições dentro da grande área, remataram ligeiramente desenquadrado.

Logo no início do segundo tempo Roberto Firmino dispôs de uma boa oportunidade, mas o ângulo era apertado e o guardião belga voltou a negar os esforços adversários. Este lance anteviu o que viria a ser o resto do encontro, ou seja, o Liverpool carregou e esteve quase sempre no ataque, contudo, os madrilenos, sempre muito sólidos defensivamente, evitaram o pior.

A única exceção a esta tendência ocorreu no minuto 66, quando Vinícius, servido por um incrível passe de Valverde, surgiu isolado na cara de Alisson e só não festejou porque este último fez uma bela mancha e, de seguida, também impediu que Benzema chegasse à recarga.

O tempo foi passando e os anfitriões continuavam sem conseguir relançar a eliminatória. Invariavelmente, os lances eram todos anulados, quer fosse graças a enormes cortes de Éder Militão, à falta de pontaria dos avançados ou a boas intervenções de Courtois, tais como a que fez já no tempo de compensação, quando tapou o espaço de Salah.

Deste modo, os merengues mantiveram as suas redes invioláveis até ao final do duelo, carimbando a passagem às meias finais da liga milionária. Este apuramento acaba por ser justo em função da boa exibição ofensiva na primeira mão e do rigor defensivo na segunda.

Por outro lado, os reds abandonam a prova devido à sua falta de eficácia, já que, caso tivessem aproveitado as ocasiões criadas, a história teria sido bem diferente.

Nas semifinais, o Real Madrid terá pela frente o Chelsea, que ontem eliminou o FC Porto.

 

Fonte da Imagem de Capa: Twitter @realmadrid

Simão Vitorino

Nasci e cresci em Vila Franca de Xira e estou atualmente a tirar uma licenciatura em Ciências da Comunicação na faculdade NOVA FCSH com o objetivo de me tornar jornalista desportivo no futuro, profissão que une duas grandes paixões minhas - o futebol e a escrita.