Opinião: Um Porto que cai em pé

A equipa aos comandos de Sérgio Conceição, levou o emblema azul e branco longe na Champions League. O técnico português, acertou na tática, dentro da competição afastou a Juventus a jogar com dez e mostrou que o futebol em Portugal ainda tem uma palavra a dizer. 

O FC Porto foi afastado da Champions, pelo Chelsea. Depois da vitória na primeira mão por duas bolas da equipa londrina, a equipa de Sérgio Conceição viu a eliminatória a ficar dificultada. Na segunda mão ainda conseguiu reduzir, com um fantástico golo de Taremi, mas infelizmente não chegou para dar a volta.

A prestação desta equipa foi quem salvou, de certa forma, a má época europeia das equipas portuguesas. Apesar de não terem chegado à meia-final, mostraram, com garra e determinação, que com esforço tudo é possível. Deram uma lição de moral à Juventus, afastando-os nos oitavos, e deram banho de bola ao Chelsea. Pena é a bola às vezes ser teimosa e parece que não quer ir cumprimentar as redes.

Fazem falta mais equipas como o Porto, sobretudo em Portugal. É necessário acordar, levar um abanão e ver que existem equipas em Portugal capazes de ir lá fora e brilhar, como o fizeram antigamente. Com meias-finais disputadas por três equipas portuguesas, com presenças assíduas em fases finais de competições Europeias. Isto são momentos que deixam saudades, a quem gosta de futebol e sobretudo ao futebol português.

Este ano foi abrilhantado pelas exibições de um Porto, que cai, mas cai em pé!

 

Fonte da imagem: Twitter B24

Emanuel Brasil

Nasci na cidade mais alta de Portugal e foi aqui que comecei a dar os primeiros toques no mundo da bola e a acompanhar os mesmos com a escrita que dá brilho ao jogo fora das quatro linhas. Com a bola de um lado e a caneta do outro, acabei por me licenciar em Ciências da Comunicação na UBI e onde tiro agora, o mestrado em jornalismo.