Resumo da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões

Real Madrid, Chelsea FC, Paris SG e Manchester City FC venceram as respetivas eliminatórias e têm um lugar reservado nas meias finais da prova. 

Liverpool FC 0 – 0 Real Madrid

Exibição bastante personalizada da equipa de Madrid em Inglaterra. Já com uma boa vantagem garantida no jogo da primeira mão (3-1), os madridistas foram à procura de garantir a confirmação da passagem à próxima fase. Apesar de um maior controlo da posse da bola por parte da equipa da casa e do maior número de remates, foi o Real que teve as melhores oportunidades do encontro, apesar do nulo nunca ter sido desfeito. De destacar a boa exibição de Valverde, que apesar de ter atuado numa posição que não é a sua original (jogou a defesa direito), fez uma exibição muito acima da média e mostrou ser uma opção para a posição face às lesões dos jogadores que regularmente atuam nessas posições. Os Los Blancos têm dois jogos agora frente aos azuis de Londres.

Borussia Dortmund 1 – 2 Manchester City FC

Um dos bons jogos desta ronda, que teve como protagonistas dois jovens ingleses. Cedo no jogo, o jovem Jude Bellingham abriu o marcador com um belo remate. O sonho dos alemães parecia cada vez mais possível, no entanto, de penálti, Mahrez restaurou a igualdade no marcador. Para finalizar o resultado, o outro inglês em destaque, Phil Foden, quis empatar com o seu conterrâneo e fazer também ele um golo de belo efeito. De registar que o City foi a primeira equipa à qual Erling Haaland não conseguiu fazer moça e, consequentemente, ficou em branco. 2-1 no marcador para o Manchester City, que acaba assim com a maldição de Pep Guardiola, que já há três anos seguidos que ficava pelos quartos de final da prova.

Chelsea FC 0 – 1 FC Porto

Uma eliminatória que orgulhou o futebol português. Com uma desvantagem de 0-2 na primeira mão, a favorecer os ingleses, a equipa do Porto partia para a segunda mão com a dura missão de dar a volta ao resultado e passar às meias finais. Neste jogo, o FC Porto entrou em campo com a principal preocupação de, sobretudo, não sofrer golos. Depois, apesar de não sofrer, também não conseguiu marcar. No entanto, uma bicicleta absolutamente soberba de Taremi, deu o 0-1 no marcador que, infelizmente, foi insuficiente. Os dragões caíram de pé e, mesmo com a derrota, os ingleses acabaram a eliminatória a sorrir.

Paris SG 0-1 Bayern Munique

Muito possivelmente, a melhor eliminatória, até ao momento, da competição. Duas formações que, à entrada para os quartos de final, eram das favoritas para a conquista da prova. Após uma primeira mão fantástica, a segunda mão também não deixou a desejar, mesmo com a menor quantidade de golos. Esta partida contou com o golo do ex-jogador do PSG, Choupo-Moting, que abriu o marcador e deu esperança à equipa bávara. Contudo, a sólida qualidade defensiva dos parisienses e um par de excelentes oportunidades de golo por parte de Neymar, meteram em sentido os alemães, que se mostraram insuficientes para dar a volta à eliminatória. Os franceses marcam agora encontro nas meias finais da prova com outro grande conjunto, o Manchester City. Mais uma final antecipada.

Fonte das imagens: UEFA Champions League

Alexandre Ribeiro

Nascido e criado na ilha Terceira, nascido e criado para o futebol. Desde cedo aprendi, vivi e vibrei com o desporto rei. A licenciar-me em Ciências da Comunicação na FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Com o futebol e a escrita espero proporcionar um espectáculo fora das 4 linhas para todos aqueles que partilhem o gosto pela bola e pelos seus artistas.