Ceferin arrasa Ed Woodward e Agnelli e deixa aviso aos jogadores: “Todos os jogadores que disputarem esta competição não jogam mais pela respetiva seleção”

O presidente da UEFA deixou o recado de que os jogadores que participem na Superliga Europeia não poderão mais representar as suas seleções e ataca os dirigentes de Manchester United e Juventus.

Aleksander Ceferin, presidente da UEFA, deixou hoje o aviso aos jogadores dos clubes que pretendem formar a nova Superliga Europeia, anunciada ontem. “Todos os jogadores que disputarem esta competição não jogam mais pela respetiva seleção. Todas as confederações estão de acordo com isto”, afirmou o líder da organização que regula o futebol a nível europeu.

“A UEFA não se move só por dinheiro, desenvolve o futebol. A Superliga, pelo contrário, é só um negócio. Os valores do futebol não são estes”, reforçou ainda Ceferin, que ainda afirmou que a Liga dos Campeões continuará a ser jogada, com ou sem estes clubes.

A UEFA pretende excluir as equipas das competições “assim que possível”. Quanto às culpas, o presidente da UEFA também não teve problemas em apontar nomes, com Ed Woodward, diretor do Manchester United, e Andrea Agnelli, presidente da Juventus, como alvos maiores. “Nunca vi pessoas assim, a começar pelo Ed Woodward, que chegou a dizer-me que estava a favor das nossas mudanças. De Andrea Agnelli nem vou falar muito. Foi o que mais me desiludiu. Nunca vi uma pessoa mentir tantas vezes. Ainda no sábado de tarde disse-me que eram só rumores. Disse que me ligava uma hora depois e desligou o telefone. A avareza é tremenda.”

Em conclusão, Aleksander Ceferin admitiu “ingenuidade” por parte da UEFA e dos seus membros: “Talvez tenhamos sido ingénuos ao ignorar que tínhamos cobras por perto. Agora sabemos. Vamos tomar medidas legais em breve.”

A Superliga Europeia, anunciada ontem, conta com 12 clubes fundadores, mais três a adicionar e mais cinco por apuramento. Os clubes, seis de Inglaterra, três de Itália e três de Espanha, prometem criar uma competição “entre os melhores”, que promete abalar a pirâmide de equilíbrio das competições de futebol a nível europeu e mundial.

 

Fonte da imagem: Twitter oficial da UEFA – @UEFA