Benfica bate coroado Sporting por 4-3

O Benfica recebeu e venceu o Sporting por 4-3 naquele que foi um dos dérbis mais emocionantes dos últimos anos.

Para o embate, Jorge Jesus decidiu apostar em Helton Leite, Diogo Gonçalves, Lucas Veríssimo, Otamendi, Vertonghen, Grimaldo, Weigl, Taarabt, Pizzi, Everton e Seferovic no 11 inicial.

O Sporting foi à luta com Adán, Matheus Reis, Coates, Gonçalo Inácio, João Pereira, Nuno Mendes, Matheus Nunes, Daniel Bragança, Nuno Santos, Pedro Gonçalves e Paulinho. De recordar que Porro, lateral dos Leões, lesionou-se no último jogo contra o Boavista e é baixa para Rúben Amorim até ao fim da temporada.

A primeira parte do ‘Dérbi Eterno’ ficou marcada pela chuva de golos de ambas as equipas. Com um futebol ofensivo e eficaz, o Benfica protagonizou a melhor primeira parte desta época diante dos campeões nacionais que, com várias ausências titulares (Feddal, João Mário, Palhinha e Porro), demonstraram grandes dificuldades em travar as investidas encarnadas e a fazer mossa na baliza de Helton Leite.

O primeiro golo das Águias chegou ao minuto 12 por intermédio de Seferovic. Pizzi a encontrar o avançado suíço entre Matheus Reis e Nuno Mendes e o melhor marcador do Benfica a concluir a jogada com um toque sublime sobre Adán.

A equipa da casa mostrava que queria mais e, em cima do minuto 30, depois de uma grande combinação entre Everton e Pizzi a partir do corredor esquerdo, o médio português a picar a bola por cima de Adán e a alargar a vantagem da equipa comandada por Jorge Jesus.

Como não há duas sem três, o terceiro golo do Benfica saiu da cabeça do central Lucas Veríssimo, por volta do minuto 37. Pizzi a bater o canto do lado esquerdo e o central brasileiro a subir nas alturas para marcar o terceiro golo dos encarnados.

Os Leões ainda tiveram tempo de retaliar com um golo a sair dos pés de Pedro Gonçalves ao minuto 46. O internacional português a elaborar uma boa jogada individual, coloca de pé esquerdo a bola no canto inferior direito da baliza de Helton Leite.

A segunda parte trouxe um jogo bem mais partido, desta vez, com a clara superioridade do lado do Sporting. Apesar disso foi o Benfica a alargar a vantagem logo no início da segunda metade, ao minuto 49. Matheus Nunes derruba Grimaldo na área leonina e, com um remate rasteiro ao canto inferior esquerdo da baliza, Seferovic a reestabeleceu a vantagem de três golos no Estádio da Luz.

O Sporting não baixou os braços e continuava a mostrar uma mentalidade mais ofensiva e, em cima do minuto 62, numa jogada de insistência por parte de Paulinho, o avançado português a assiste Nuno Santos, que, na antecipação a Lucas Veríssimo, finaliza forte e colocado, colocando o Sporting na luta pelo resultado novamente.

O último golo da partida chegou à entrada do minuto 77. Após o derrube de Lucas Veríssimo sobre Pote, o avançado do Sporting a converteu o castigo máximo na perfeição, ao colocar a bola no canto inferior direito.

Com este resultado, o Benfica é a primeira equipa a derrotar o Sporting para o campeonato em 33 jornadas. O campeão nacional recebe na última jornada o Marítimo, enquanto que o Benfica vai a Guimarães defrontar o Vitória SC na esperança de ainda conseguir atingir o segundo lugar da tabela classificativa.

 

Fonte da imagem de destaque: Information Glorius – SL Benfica (Twitter)