EURO 2020 – Dia 12: Croácia junta-se a checos e a ingleses nos oitavos de final

Noite de decisões no Grupo D com a Inglaterra a garantir o primeiro lugar enquanto que a Croácia carimbou a passagem à próxima fase da competição.

Croácia 3-1 Escócia

Esta noite, no Hampden Park em Glasgow, defrontaram-se duas equipas sem nenhuma vitória conquistada e que sabiam que apenas a vitória garantia a passagem à próxima fase. A seleção escocesa pareceu ter essa premissa bem patente, entrando pressionante e a criar perigo junto da baliza de Livakovic mas acabou por ser a Croácia a inaugurar o marcador, contra a corrente do jogo. Aos 16´,  Juranovic levantou para a área onde Perisic amorteceu de cabeça para Vlasic que, já a cair, rematou para o fundo das redes da baliza defendida por David Marshall. Apesar do contratempo, a equipa que jogava em casa continuou por cima e depois de muito insistir, ainda antes do intervalo, chegou mesmo ao empate por intermédio de Callum McGregor  que. após uma série de ressaltos dentro de área, aproveitou uma sobra à entrada da mesma para desferir um remate rasteiro que só parou no canto direito da baliza croata.

A segunda parte começou com as duas seleções a trocar oportunidades de golo já que o empate não interessava a nenhuma, destacando-se uma grande abertura de Luka Modric a isolar Ivan Perisic  que o jogador do inter desperdiçou, permitindo a defesa a Marshall. Aos  61´ de jogo o guarda-redes não teve a mesma sorte já que Croácia voltou a ganhar vantagem: Gvardiol cruzou rasteiro para dentro de área, onde Petkovic sem espaço atrasou para Kovacic que recuou ainda mais a bola para a entrada da área, onde estava Luka Modric que aproveitou o espaço dado pela defesa escocesa para marcar um golaço de trivela que foi praticamente ao ângulo.

O jogador do Real Madrid encheu o campo e carimbou a grande exibição com uma assistência aos 76´quando executou de forma perfeita um pontapé de canto que Ivan Perisic desviou para o fundo das redes, fazendo o 3-1. Além de confirmar a vitória, o golo do extremo de 32 anos permitiu à sua nação saltar para segundo lugar, já que, apesar de ficar com os mesmos pontos e diferença de golos do adversário direto (República Checa), marcou mais golos, sendo esse o terceiro critério de desempate. Já a Escócia despede-se deste Euro com apenas um ponto conquistado mas com boas sensações para o futuro, depois de mais de 20 anos sem estar em qualquer fase final de competições de seleções.

República Checa 0-1 Inglaterra

No outro jogo da noite, República Checa e Inglaterra entraram em campo em Wembley já qualificadas para a próxima fase do Euro 2020 graças a uma combinação favorável de resultados nos jogos do dia de ontem. Apesar disso, as duas equipas ainda lutavam pela liderança do Grupo D e por isso mesmo Jaroslav Silhavy não fez qualquer alteração em relação à partida anterior com a Croácia, enquanto que Gareth Southgate promoveu apenas três alterações com destaque para a entrada de Jack Grealish, que substituiu Mason Mount, em isolamento depois de ter contactado com Billy Gilmour que entretanto testou positivo para a covid-19.

A equipa inglesa entrou melhor e aos 2´ Sterling foi descoberto por Shaw no meio dos centrais e picou a bola sobre Vaclik mas o chapéu tinha a aba demasiado longa e acertou no poste. O avançado do Machester City não desistiu e marcou mesmo aos 12´, respondendo de cabeça a um cruzamento teleguiado de Jack Grealish, num exemplo claro da liberdade posicional de que o médio do Aston Villa beneficiou ao longo da partida em que, apesar de jogar mais a partir do meio, foi aparecendo nas alas para desequilibrar a defesa checa.

A jogar pela primeira vez em 4x2x3x1 a equipa dos three lions apostou em laterais subidos que permitiam que Sterling ou Grealish aparecessem no centro ao lado de Kane, que recebia bolas maioritariamente através de passes verticais, como aconteceu aos 25´ onde ficou isolado mas permitiu a defesa a Vaclik. Já a República Checa, na primeira parte só conseguiu criar perigo através de remates de longe e de ressaca, não sendo capaz de construir jogadas com principio meio e fim, valendo as tentativas de Holes e de Soucek, aos 28´ e aos 35´, respetivamente.

A segunda parte foi bastante monótona, não contando com qualquer remate à baliza por parte de qualquer equipa, tendo sido aproveitada por Gareth Southgate para gerir a equipa já a pensar na próxima fase. com destaque para a entrada de Sancho que no jogo de hoje fez os primeiros minutos neste Europeu. Até ao final da partida, Jordan Henderson ainda introduziu a bola na baliza checa mas foi anulado por fora de jogo do médio do Liverpool.

A Inglaterra termina assim o Grupo D na liderança com 7 pontos enquanto que a República Checa, por causa do terceiro golo croata no outro jogo da grupo, caiu para o terceiro lugar mas qualifica-se na mesma pois os 4 pontos conquistados fazem dela um dos quatro melhores terceiros classificados do torneio.

 

Classificação final Grupo D

1º Inglaterra-7 pontos (qualificada)

2º Croácia- 4 pontos (qualificada)

3º República Checa-4 pontos (qualificada)

4º Escócia-1 ponto

 

Fonte da imagem: Twitter oficial @EURO 2020