EURO 2020: Os protagonistas das Meias-Finais

As meias finais do Euro 2020 estão definidas e serão jogadas durante esta semana em Londres. Num duelo de gigantes a Itália e a Espanha lutam pela sua primeira final desde 2012 (Espanha venceu por 4-0), e a Dinamarca espera surpreender a equipa do momento, a Inglaterra. Mas, quem são as figuras centrais de cada uma destas equipas? Neste artigo, analiso aqueles que têm sido as principais estrelas de cada uma das equipas que está a lutar por um lugar na final do Europeu.

 

Itália – Lorenzo Insigne

Apesar de a Squadra Azzurra se destacar pelo seu coletivo, é preciso escolher uma figura. E Lorenzo Insigne é exatamente essa figura. O avançado do Napoli já marcou dois golos neste Europeu e tem estado no centro de todas as vitórias dos italianos neste torneio. Ainda que não tenha nenhuma assistência a seu nome, o avançado tem criado várias oportunidades para os seus companheiros, fazendo (em média) 2,8 passes para a finalização por jogo. A Insigne, juntam-se Jorginho, Chiellini e Spinazzolla (que se lesionou com gravidade no último jogo) como peças fundamentais para o puzzle de Roberto Mancini.

 

Espanha – Pedri

O médio do Barcelona tem apenas 18 anos, mas já consegue controlar o jogo da sua equipa de forma exemplar. Todas as situações de perigo partem dos seus pés e, apesar de não ter qualquer contribuição direta para golo, cria várias oportunidades por jogo. Tem feito 1,8 passes para a finalização por jogo e tem contribuído muito defensivamente e na pressão ao portador da bola, efetuando 1,4 recuperações de bola no último terço por jogo. Também junto a Pedri se poderia destacar Ferrán Torres, que está a contribuir mais diretamente, mas a magia do médio do Barcelona fazem-no a figura principal desta seleção e é já o favorito a vencer o prémio Golden Boy.

 

Dinamarca – Joakim Maehle

O futebol é um desporto em evolução e se há posição que mais tem beneficiado desta evolução são os defesas laterais. Estes têm jogado mais avançados no terreno, permitindo a estes jogadores contribuir mais diretamente para os golos da equipa. Neste europeu temos tido diversos laterais a destacar-se nas suas respetivas equipas (Spinazzolla e Gosens são dois exemplos), mas o que está em melhor posição é Joakim Maehle, da Dinamarca. O defesa da Atalanta (que esteve associado ao Benfica nos últimos anos) já tem dois golos e uma assistência neste torneio, ajudando a Dinamarca a superar as espectativas que todos tinham, especialmente depois da situação que marcou o início do Europeu, com Christian Eriksen. Tal como Maehle, também Damsgaard, Schmeichel e Christensen têm sido fundamentais para o sucesso nórdico.

 

Inglaterra – Raheem Sterling

Criticado por muitos durante a época menos conseguida pelo Manchester City (a nível individual), Raheem Sterling tem conseguido calar aqueles que da sua capacidade duvidavam. Já conta com três golos e uma assistência ao longo do Europeu, tendo sido constantemente um dos melhores jogadores dos britânicos em cada um dos jogos que estes disputaram e é um sério candidato a vencer o prémio de jogador do torneio, caso a Inglaterra vença a prova. A seleção Inglesa ainda não sofreu qualquer golo neste torneio, pelo que qualquer um dos defesas e o guarda-redes Jordan Pickford podiam estar incluídos neste artigo, mas as contribuições de Sterling têm sido demasiado importantes para não referir.

A final está marcada para dia 11, e uma destas equipas e um destes jogadores irá levantar a taça, mas quem será?

 

Imagem: Twitter @Euro2020