Jovem Promessa: Abdu Conté, futura concorrência para Nuno Mendes nas Quinas?

A rubrica Jovem Promessa desta semana foca-se em Abdu Conté, lateral esquerdo de 23 anos que está prestes a despedir-se do Moreirense e a rumar à Serie A, após ter-se destacado no Europeu sub-21, onde Portugal caiu aos pés da Alemanha na final. Com apontamentos interessantes demonstrados na competição e rodagem de Primeira Liga, o jovem luso-guineense formado no Sporting tem tudo para ser mais uma razão para as laterais portuguesas não terem de se preocupar com o seu futuro próximo.

Abdu Cadri Conté, nascido na Guiné-Bissau em 1998, chegou ao futebol português pela mão do Damaiense, de onde haveria de se transferir, enquanto sub-14, para a Academia de Alcochete. Subindo patamares rapidamente, o jovem foi começando a ganhar destaque na equipa B dos leões e, após já demonstrar um potencial elevado na temporada 2016/17, Conté foi chamado ao Europeu sub-19 por Hélio Sousa, competição onde Portugal saiu derrotado pela Inglaterra na final (1-2). Apesar do desfecho infeliz em termos coletivos, para Conté, o torneio ajudou-o a mostrar-se numa nova montra, com cinco jogos disputados, incluindo participações em vitórias frente aos sub-19 da Geórgia, República Checa e Países Baixos, nas meias-finais.

A nível de clubes, e com a extinção da equipa B do Sporting, a nova temporada de 2017/18 significou utilização regular na equipa de sub-23 leonina, onde o jovem lateral/central voltou a desfrutar de protagonismo e até chamadas para treinar junto do plantel principal. Com o seu próximo passo a ser naturalmente a rotação na primeira divisão nacional, o Sporting acabou por abdicar de Conté, uma vez que Acuna e Borja eram nomes incontornáveis para a lateral esquerda leonina na altura e, à frente do jogador, ainda existia uma certa promessa pronta a ser lançada “às feras”, de seu nome Nuno Mendes. Desta feita, Abdu seguiu viagem para Moreira de Cónegos no verão de 2019, apesar de já existir interesse vindo de França e Croácia na sua contratação.

Conté afirmou-se de imediato no Moreirense

Na sua primeira época no topo do futebol português, Conté não desiludiu. 24 jogos, uma utilização quase absoluta para o luso-guineense que, na temporada transata, deu seguimento às excelentes indicações apontadas com mais uma temporada de titularidade na equipa minhota, ganhando inclusive o lugar na lateral esquerda à concorrência de um nome mais experiente como Afonso Figueiredo. Ajudando o Moreirense a atingir um oitavo lugar que ficou apenas ligeiramente aquém das competições europeus, as exibições de Abdu Conté foram recompensadas com uma chamada de Rui Jorge para o Europeu sub-21 deste ano, fruto da infeção por Covid-19 de Thierry Correia. Opção não-utilizada na fase de grupos, Conté acabou por ser chamado quando a pressão estava ao rubro, atuando a titular na vitória por 1-0 frente a Espanha nas meias-finais da competição e na final perdida para a Alemanha (1-0).

Tendo começado como suplente de Tomás Tavares na competição, Abdu Conté voltou a chamar a atenção com a sua capacidade física (1,83m), sendo bastante veloz na procura pela profundidade e evidenciando uma surpreendente capacidade defensiva, assim como uma propensão para avançar metros no terreno e ser uma ajuda no processo ofensivo. Recentemente, o seu técnico no Moreirense, Vasco Seabra, garantiu que o jovem de 23 anos está pronto “para o passo seguinte” e que “apesar de precisar de amadurecer”, tem potencial para vir a ser uma opção válida para a seleção A portuguesa.

Fonte da imagem: Twitter @bolanatxon

O próximo passo, ao que tudo indica, será uma mudança de Conté para a Serie A. Ao que a imprensa nacional aponta, o jovem lateral de 23 anos tem a saída praticamente acertada para o Cagliari, a troco de três milhões de euros, sendo que o Moreirense já precaveu a sua despedida com a oficialização de Frimpong, vindo do Benfica B. Confirmando-se a transferência, o campeonato italiano parece ser uma opção bastante válida para Conté aprimorar as suas debilidades e, quiçá, vir a tornar-se um lateral completo e capaz de ser chamado à seleção das Quinas. O que é certo é que a concorrência é feroz, com Raphael Guerreiro a ser um dos melhores do Mundo na sua posição e Nuno Mendes a ser considerado como uma das maiores promessas do futebol a nível global. No entanto, o potencial do luso-guineense é inegável, tendo Conté tudo nos pés para ser mais uma razão para as laterais lusas agradecerem a abundância de qualidade que tem emergido dentro das suas fileiras nas últimas gerações formadas.

Fonte das imagens: Facebook do Moreirense Futebol Clube; Twitter @DTransferencias

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.