Liverpool derruba Crystal Palace em Anfield e aguarda pelos rivais no trono

O Liverpool recebeu e venceu hoje o Crystal Palace por 3-0, beneficiando assim do empate do Manchester City para se isolar, à condição, no topo da Premier League. Sadio Mané, Salah e Naby Keita foram os goleadores de serviço perante um adversário que, apesar de vencido, conseguiu assustar, a tempos, a baliza de Alisson Becker.

O Liverpool chegou à quinta jornada da Premier League ciente de que só se aceitava um triunfo diante dos londrinos, numa altura em que a liderança se encontrava partilhada com Man. City, Man. United, Chelsea e Everton. Talvez fruto dessa pressão, a equipa de Jurgen Klopp não se livrou de dois grandes sustos, logo nos primeiros minutos da partida. Primeiro foi Wilfried Zaha que esteve muito perto de aproveitar uma bola bombeada para a área para surpreender tudo e todos com um chapéu sobre Alisson, mas o brasileiro conseguiu impedir o calafrio mesmo à última e depois, no seguimento de uma insistência do canto que se seguiu, Benteke conseguiu chutar ao poste, apesar de estar em posição irregular.

A resposta do Liverpool chegou aos oito minutos por intermédio de Diogo Jota, que recebeu um passe de Mané pela direita, dentro da grande área, mas não conseguiu conferir uma trajetória adequada ao remate. O Crystal Palace, no entanto, continuava perigoso nas bolas paradas, com Benteke novamente a ameaçar a baliza de Alisson de cabeça, aos 18 minutos, numa tentativa que saiu demasiado por cima. Bastante competente no setor defensivo, o Palace foi conseguindo impedir as investidas da casa durante quase toda a primeira parte, tirando partido também de uma rara exibição perdulária de Diogo Jota, que teve tudo nos pés para inaugurar o marcador aos 37, depois de Thiago Alcântara ter cabeceado uma bola defendida por Vicente Guaita à queima-roupa, mas o internacional português acabou por falhar redondamente o remate, para choque seu e de todos os adeptos que assistiam à partida. Felizmente para os reds, o tão desejado golo não tardaria a chegar, uma vez que aos 42´, Guaita voltou a ser testado com um cabeceamento de Salah que partiu de um canto e desta vez quem chegou ao ressalto foi Sadio Mané, que encostou e bateu um fantástico recorde da liga inglesa ao marcar ao Palace pela nona ocasião consecutiva.

Sadio Mané assinalou o seu 13º golo em 14 partidas frente ao Crystal Palace

Desfeito o enguiço, o Liverpool regressou ao segundo tempo mais calmo e com melhores condições para dilatar a sua vantagem perante um adversário que, apesar de venenoso, mostrava estar dependente de Zaha para conseguir aproximar-se da baliza da casa. A defesa londrina e Vicente Guaita foram aguentando a incerteza no resultado final o quanto puderam e o avançado Édouard, que entrou na segunda parte para o lugar de Benteke, até falhou uma oportunidade de ouro para igualar o marcador aos  71 minutos, falhando uma receção na cara de Alisson, mas a equipa de Klopp tratou de dissipar todas as dúvidas no último quarto de hora de jogo.

Salah, aos 78´, apareceu ao segundo poste para concretizar um cabeceamento de Van Djik dentro da grande área, atingindo assim Michail Antonio no topo da lista de marcadores do campeonato com quatro golos e, Naby Keita, que entrou aos 62´ para o lugar de Thiago, fixou o resultado final com um remate de levantar o estádio. Canto batido e alívio da defesa que sobrou para o guineense que, sem meias medidas, chutou uma obra de arte em arco que só parou nas redes adversárias, selando a goleada caseira sobre o Crystal Palace, que mantém-se ainda confortável na segunda metade da tabela, com cinco pontos somados.

Fonte da imagem: Twitter @premierleague

O Liverpool soma assim a terceira vitória consecutiva, em todas as competições, e sobe à condição até ao primeiro lugar da Premier League com 13 pontos acumulados, mais três do que o Man. City, que empatou hoje a zero com o Southampton. Os reds aguardam agora para saber se Man. United, Chelsea e Everton irão vencer os seus respetivos jogos e igualar a sua pontuação até ao fim desta jornada.

Fonte da imagem de capa: Twitter @LFC

Alexandre Dionisio

Desde pequeno fui levado ao mundo do futebol, inicialmente enquanto júnior no Ginásio Clube de Alcobaça, clube da minha cidade, e agora mais velho enquanto espetador assíduo do mágico desporto que tanto nos emociona. Com uma licenciatura em Ciências da Comunicação na bagagem e um mestrado em Jornalismo em curso, acompanho cada jogo com a máxima emoção. Que isso nunca mude.