Inter vence na deslocação a Florença

A Internazionale foi ao terreno da Fiorentina ganhar por 1-3 numa partida protagonizada por duas partes muito distintas.

A equipa de Florença foi à batalha com Dragowski , Benassi, Milenkovic, Nastasic, Biraghi, Bonaventura, Torreira, Duncan, Sottil, Nicolas Gonzalez e Vlahovic.

Já Simone Inzaghi decidiu alinhar com Handanovic, Bastoni, Stefan de Vrij, Skriniar. Perisic, Calhanoglu, Brozovic, Barella, Darmian, Lautaro Martinez e Dzeko. É importante sublinhar a extensa lista de lesionados no boletim clínico da Internazionale, que teve de ir a jogo com baixas de peso como Joaquín Correa, Stefano Sensi, Arturo Vidal e Christian Eriksen.

Numa primeira parte completamente descaída para o lado da equipa da casa, a Internazionale fazia de tudo para tentar travar as investidas da Fiorentina. Logo ao primeiro minuto, o avançado sérvio da equipa Viola, Vlahovic, apodera-se de uma bola perdida no último terço do meio-campo dos Nerazzurri, encontrando depois Nicolas Gonzalez que remata para uma grande defesa de Handanovic.

A enorme pressão da cruzada de Vincenzo Italiano fazia a defesa da Inter tremer. Não demorou muito até uma nova oportunidade de golo surgir para a Fiorentina. Aos dez minutos, após um cruzamento de Duncan para o coração da área, Vlahovic a encontrar uma brecha por entre a defesa da Inter e a proporcionar mais uma grande intervenção do guardião Handanovic.

Era uma questão de tempo até a equipa da casa chegar à vantagem, e assim aconteceu. À passagem do minuto 23, Skriniar deixa Nicolas Gonzalez receber um passe nas suas costas e, com toda a calma, o internacional argentino colocou a bola no segundo poste, onde apareceu Sottil para fazer o primeiro golo da partida.

Apesar da exibição deplorável da equipa de Simone Inzaghi, o Inter ainda ganhou esperança no final da primeira parte. Ao minuto 37, os Nerazzurri chegaram a marcar, porém, Perisic, interveniente na jogada, foi apanhado em fora-de-jogo.

Se na primeira metade do jogo era notória a superioridade da Fiorentina, então na segunda parte já nem parecia a mesma equipa. A cambalhota no jogo deu-se num curto espaço de tempo – dois minutos – e foi logo ao início da segunda parte. Ao minuto 52, Matteo Darmian, após uma grande jogada coletiva, recebeu um passe de Barella e rematou para o canto inferior esquerdo da baliza guardada por Dragowski, marcando assim o início da reviravolta Nerazzurri.

Passado apenas dois minutos, a Inter marca outra vez. Depois de um canto executado na perfeição por intermédio de Calhanoglu, Edin Dzeko a aparecer nas alturas e a cabecear a bola que parte como um míssil para o meio da baliza colocando a Inter em vantagem.

A experiência e determinação da equipa de Milão fizeram a diferença neste jogo que se avistava cada vez pior para a equipa Viola. Após ter sofrido falta, Nicolas Gonzalez  protestou veementemente com o árbitro Michael Fabbri, o que lhe valeu um duplo amarelo e, consequentemente, a expulsão do encontro.

Já com o destino do jogo cada vez mais traçado, a Inter ainda conseguiu alargar a vantagem ao cair do pano. À entrada do minuto 87, Vecino coloca um passe fantástico que rasga a defesa da Fiorentina e permite a Gagliardini assistir Perisic para o terceiro golo da equipa visitante.

Com este resultado, a Fiorentina assume provisoriamente o sexto lugar da liga enquanto que o Inter volta a subir à liderança da Serie A.

Fonte da imagem de destaque: Twitter oficial da Inter