Premier League – Chelsea vs Manchester City: Vingança lusa ao som do samba

No jogo grande da 6ª jornada da Liga Inglesa de futebol, o Manchester City de Guardiola foi até Stamford Bridge vencer os comandados de Thomas Tuchel, conseguindo assim vingar a derrota sofrida na final da Liga dos Campeões, realizada no Estádio do Dragão.

Em Londres, Rúben Dias voltou a assumir a braçadeira de capitão, juntando-se a Cancelo e a Bernardo no onze dos “citizens”. Aliás, o trio luso esteve imparável durante todo o encontro, especialmente Bernardo Silva, que, juntamente com De Bruyne e Rodri no centro do terreno, foi determinante para o domínio da equipa visitante.

Face a uma equipa do Chelsea mais preocupada com a solidez defensiva e com as transições em contra-ataque, o atual campeão inglês foi avassalador no que diz respeito à posse de bola, impedindo que a equipa da casa conseguisse sair do seu meio-campo através da pressão constante. Contudo, apesar do controlo absoluto do conjunto de Manchester, os primeiros 45 minutos foram marcados pela escassez de oportunidades claras de golo, à exceção de um remate desastrado de Gabriel Jesus na área adversária, já perto do intervalo.

A segunda-parte começou exatamente como o primeiro tempo tinha acabado, ou seja, com os homens de Pep Guardiola a assumir o controlo do jogo enquanto a equipa da capital inglesa limitava-se a ficar na expectativa. Infelizmente para o Chelsea, os visitantes viram a sua insistência ofensiva ser recompensada com o golo feliz de Gabriel Jesus aos 53 minutos, após assistência de João Cancelo.

Em desvantagem no marcador, os “blues” viram-se forçados a subir as suas linhas, retirando Kanté para a entrada de Havertz. Ofensivamente a equipa melhorou, mas não foi o suficiente para sequer incomodar verdadeiramente Ederson, sempre protegido pela “muralha” Rúben Dias, imperial na contenção a Lukaku e no corte ao remate de Kovacic.

À medida que o tempo avançava, o Chelsea expunha-se cada vez mais aos contra-ataques dos visitantes e poderia ter sofrido uma derrota bem mais pesada, não fosse o desperdício do ataque dos “citizens” e as grandes intervenções de Mendy.

No final das contas, o City iguala Chelsea, United e Liverpool no topo da tabela classificativa, embora os homens de klopp ainda não tenham jogado. Já o Chelsea sofre a sua primeira derrota na Premier League, depois de um começo em que teve 4 vitórias e 1 empate.

Fonte da Imagem: Manchester City Twitter/@ManCity