Lazio vence a Roma num eletrizante “Derby della Capitale”

A Lazio “recebeu” no dia de hoje os seus maiores rivais, a AS Roma, no Olímpico de Roma, em jogo a contar para a sexta jornada do campeonato italiano. Em perspetiva um “Derby della Capitale” eletrizante e intenso entre duas boas equipas. A Roma, de José Mourinho, encontra-se em quarto lugar à entrada desta jornada, enquanto que a Lazio, de Maurizio Sarri, figura um pouco mais abaixo na tabela, no oitavo lugar, vindo de uma série de quatro jogos sem ganhar (dois empates e duas derrotas).

Onze da Lazio: Reina; Marusic, Luiz Felipe, Acerbi, Hysaj; Milinkovic-Savic, Lucas Leiva, Luis Alberto; Pedro Rodríguez, Felipe Anderson, Immobile.

Onze da Roma: Rui Patrício; Vina, Ibanez, Mancini, Karsdorp; Veretout, Cristante, El Shaarawy, Mkhitaryan, Zaniolo; Tammy Abraham.

Logo aos dez minutos, a Lazio adiantou-se no resultado por intermédio de Milinkovic-Savic. Felipe Anderson viu a excelente desmarcação do sérvio e cruzou a bola da ala direita para a área, onde o médio cabeceou para golo. Rui Patrício saiu-se ao lance e acabou por atingir Milinkovic-Savic, que ficou queixoso no chão. 1-0 para a Lazio.

Ao minuto 19, a Lazio fazia o segundo golo. Depois de um lance polémico na área da Lazio envolvendo Hysaj e Zaniolo, a equipa de Sarri saiu no contra-ataque com Immobile a progredir com a bola pela ala esquerda. O trabalho brilhante do avançado italiano terminava com um grande passe a encontrar Pedro, que, de primeira, rematou colocadíssimo ao canto inferior direito da baliza de Patrício. 2-0 para a Lazio, claramente superior neste início fantástico do dérbi.

O Roma precisava de responder e criou dois lances de perigo posteriormente, entre o minuto 26 e 27. Um remate perigoso de Veretout e um cabeceamento ao poste de Zaniolo mostravam à Lazio que os eternos rivais ainda estavam bem vivos no jogo e que procuravam reduzir a desvantagem.

O conjunto de Mourinho crescia no jogo e chegaria mesmo ao golo. Aos 41 minutos, um canto vindo da esquerda de Veretout encontrou a cabeça de Ibanez, que finalizou de forma exemplar um grande lance de bola parada. 2-1 e o jogo estava completamente em aberto, com a Roma a crescer no jogo e a Lazio a tremer.

Imagem

Ao intervalo, estatísticas semelhantes mas com ligeira vantagem para a Roma em posse de bola, remates e remates à baliza. Esperava-se uma excelente segunda parte depois de um primeiro tempo com tudo o que um grande dérbi promete: intensidade, polémica e futebol de qualidade.

No início da segunda parte, a partida encontrava-se mais calma e com menos chances e qualidade. As duas equipas partilhavam um número semelhante de chances mas nenhuma delas conseguia marcar golo.

Ao minuto 61, a Lazio iria voltar a marcar. Um passe incrível de Luis Alberto encontrou Immobile nas costas da defesa da Roma. O italiano trabalhou bem dentro da área e serviu Felipe Anderson, que finalizou de primeira. Foi o segundo golo proveniente de um contra-ataque da Lazio, revelando a dificuldade da Roma a recuperar a posição defensiva e a rapidez com que a Lazio executa os contra-ataques. Estava feito o 3-1.

No minuto 69, um lance na área da Lazio que envolveu novamente Zaniolo resultou em penálti para a Roma. Mais um lance polémico e que certamente vai dar que falar, mesmo depois da intervenção do VAR. Veretout foi chamado a cobrar e converteu o penálti. 3-2 para o conjunto de Mourinho.

A Roma bem tentou mas o resultado não voltaria a ser alterado. A Lazio levava a melhor no dérbi da Cidade Eterna, depois de um grande jogo digno da histórica rivalidade entre estes dois grandes clubes. A equipa de Mourinho continua assim no quarto lugar enquanto que o conjunto de Sarri sobe à sexta posição.

 

 

Fonte da primeira imagem: Página oficial holandesa da AS Roma (@RomaDutch)

Fonte da imagem de capa: Twitter- @hema_w