AS Roma vs AC Milan: Rossoneri à conquista do Olímpico

Noite de glória para Zlatan e companhia na visita à Roma de José Mourinho.

Depois de derrotas contra Lazio e Juventus, para além também do empate contra o Nápoles, a equipa da capital italiana voltou a não conseguir superar um dos colossos da Serie A, perdendo desta feita por 1-2 e desperdiçando mais uma oportunidade de se aproximar dos lugares cimeiros da tabela classificativa.

Em jogos de grande calibre como este é que os grandes jogadores elevam o seu nível e fazem a diferença, algo a que Ibrahimovic está habituado. O avançado sueco foi a estrela maior de um jogo em que o AC Milan foi quase sempre mais perigoso que o adversário, controlando o jogo de forma mais tranquila e organizada sem permitir oportunidades claras de golo dos Giallorossi.

Numa primeira parte mais tática e física, foram os visitantes que tiveram mais engenho para causar calafrios ao técnico português. E quando se tem um fora de série como Ibrahimovic, o golo é praticamente inevitável.

Na transformação de um livre direto, rasteiro e poderoso, o ponta-de-lança de 40 anos não deu hipóteses a Rui Patrício e atirou a contar aos 25 minutos para a alegria dos adeptos visitantes. Com este tento, Zlatan alcançou a impressionante marca dos 150 golos na Serie A e chegou aos 400 em campeonatos.

Um monstro que, na segunda parte, viria novamente a sua equipa causar estragos a Mourinho e aos seus jogadores.

Aos 57 minutos, momentos após Zlatan ter tido o seu segundo golo anulado pelo VAR, o árbitro assinalou penálti num lance muito duvidoso entre Ibañez e Ibrahimovic. Da marca dos onze metros, Kessié não desperdiçou e fez o 0-2 no Estádio Olímpico de Roma.

Uma vantagem confortável que logo de seguida foi posta em causa com a expulsão de Theo Hernández, obrigando o Milan a jogar os últimos 30 minutos com menos uma unidade em campo. A Roma pressionou mas o melhor que conseguiu fazer face a uma defesa sólida dos Rossoneri foi o tento de El Shaarawy já no período de descontos.

Com esta vitória, o AC Milan de Rafael Leão mantém-se na liderança do campeonato italiano, em igualdade pontual com o Nápoles. Por sua vez, José Mourinho pode lamentar um erro de arbitragem quando nem o árbitro, nem o VAR, viram a falta de Kjaer sobre Pellegrini na grande área num dos últimos lances do jogo.

Mas a verdade é que o Português não tem vida fácil em Itália. O Special One precisa verdadeiramente de algo especial para voltar a estar na rota do título.

Fonte da Imagem: AC Milan Twitter/@acmilan